Libertarianismo e Direito

Vídeo explicando a ideia de aprofundar o estudo do Libertarianismo e do Direito aqui no Direito Sem Juridiquês.

O Libertarianismo é uma corrente de pensamento que defende a liberdade – e, consequentemente, a propriedade privada, como expressão da personalidade dos indivíduos – acima de tudo.

O primeiro axioma – a primeira ideia fundamental do Libertarianismo – é a não agressão. E só aí nós já percebemos a ilegitimidade ética do Estado, porque ele simplesmente não tem como existir sem restringir a liberdade e a propriedade privada das pessoas.

Hans-Hermann Hoppe, aluno de Murray Rothbard e, antes, de Jürgen Habermas, trouxe para a ética libertária as ideias da teoria do discurso, deste último. Ao pretender, ao mesmo tempo, proteger e violar a liberdade e a propriedade dos indivíduos, o Estado cai em “contradição performativa” – e, assim, perde sua legitimidade ética.

Além da exposição da ética libertária e do aprofundamento dos estudos sobre o jusnaturalismo, esta playlist objetiva defender, ainda que do ponto de vista do direito positivo (a “contradição performativa” aqui é proposital…), os “redutos libertários” já verificados aqui no Brasil, como a educação domiciliar, os aplicativos de carros particulares, as cripto-moedas, etc.

E tudo isso sem deixar de lado o conteúdo descritivo do canal, que ajuda você a compreender melhor o Direito sem o juridiquês.

Participe, então, para construirmos o conhecimento em conjunto também a respeito desse assunto tão importante.

Referências básicas:

Rothbard – Manifesto Libertário.

Hoppe – Uma Teoria do Socialismo e do Capitalismo.

Assista também:

Jusnaturalismo em 5 Passos

Antígona de Sófocles

Educação domiciliar (“homeschooling”): aspectos constitucionais

“Homeschooling”: aspectos legais – LDB, ECA, Código Penal e direitos humanos

“Homeschooling”: regulamentação???

QUEREM ACABAR COM A UBER!!! PLC 28/2017 (lei do retrocesso)

Senado aprovou o PLC 28/2017. Entenda como ficou

Qual a diferença entre princípios gerais do Direito e princípios constitucionais?

Poder Constituinte

Reforma trabalhista: fim da contribuição sindical obrigatória

Confira o “Direito Sem Juridiquês” no facebook!

Confira também a página “Libertarianismo e Direito” no facebook!